Quem sou eu?

Daniel RIbeiro

Viajar gastando muito menos e ter experiência fantásticas, sem nunca abrir mão de segurança e conforto. – Esse é o sonho de muita gente, né?!

E muitos ainda estranham quando eu digo que a única coisa que falta para elas conseguirem isso é informação; conhecimento. Viajar de forma independente é, como tudo na vida, uma habilidade que você precisa desenvolver.

Muita gente ainda encara a viagem como artigo de luxo, como algo supérfluo, mas a verdade é que ser independente e ter a capacidade de ir para qualquer país, aprender, conhecer, explorar o mundo com seus próprios olhos, é uma habilidade que todos deveriam ter… e desde criança.

Tenha as informações certas e você terá uma viagem incrível, experiências mais reais e vai poder viajar muito mais do que imagina!

 


 

“Quem é esse Daniel Ribeiro? E porque ele fez esse site?”

Provavelmente você veio até essa página com essa dúvida!

Viajar é a grande paixão que eu tenho, e viajar mudou minha vida, mudou quem eu sou. Foi viajando que eu passei a dar muito mais valor à cultura, a história, e principalmente foi viajando que eu passei a dar muito mais valor as pessoas.

E eu sei que muita gente tem esse sonho, mas não viaja por que os preços de mercado são realmente altos, e isso afasta as pessoas de uma das melhores partes da vida!

E um dos momentos em que eu mais me realizei na vida, foi quando eu entendi que poderia ser livre, para ir para qualquer parte do mundo, sem nenhuma barreira, sem depender de ninguém e principalmente sem ser refém do mercado!

E é por isso que eu to aqui… É isso que eu quero passar pro máximo de pessoas possível, essa mesma sensação de liberdade que tenho, de independência… pra que todo mundo também possa sair por aí, aproveitar a vida, sem barreiras, e sem ser mais um refém.

Além disso tudo ainda eu contribuo com uma coisa que não tem preço!

A realização de sonhos…

Continue lendo para conhecer um pouco da minha história e do meu trabalho, tenho certeza de que você vai gostar muito de me conhecer!

Como tudo começou?

Eu nasci em Niterói no estado do Rio em 1980 em uma família de classe média. E eu sou o mais velho de 3 filhos.

Imagino que você saiba o quanto custa criar um filho. E como lá em casa eram 3, a vida foi bem intensa pros meus pais. Eles trabalhavam muito e mesmo assim a gente nunca teve uma vida muito fácil.

Mas eles também nunca mediram esforços para dar pra gente o eles consideravam o principal, que era a educação!

E porque eu to te contando isso… eu to te contando isso, pra você mais ou menos entender que minha família simplesmente não me encaixava no perfil financeiro pra viajar o mundo.

Mas esse era um sonho que eu sempre tive. Eu nem sei dizer ao certo quando me deu essa vontade de explorar o mundo, mas eu lembro que desde bem pequeno eu ficava fascinado simplesmente de imaginar como seria a vida em os outros países. Eu lembro que eu tinha até uma listinha de países que eu sonhava em conhecer, mas esse era um sonho muito distante pra mim.

Depois de alguns anos eu fui estudar tecnologia da informação, por que eu sempre tive muita facilidade de lidar com computadores e tecnologia em geral. Logo depois eu comecei a trabalhar e fui vivendo a minha vida.

E como veio esse coisa de viajar?

Só em 2009 que uma coisa veio reacender esse meu sonho de viajar…

Minha irmã mais nova, ganhou um prêmio na faculdade. Uma bolsa de estudos para passar um ano, com tudo pago, em Portugal.

E lembro que chegando perto da partida dela ela me convidou pra passar as férias lá na Europa, que poderíamos rodar por alguns países… ela sabia o quanto eu queria aquilo, ela sabia como esse sonho pulsava dentro de mim. Então ela me convidou.

“…mas no final o que realmente me frustrava era aquela sensação horrível de TEMPO PERDIDO…”

Mas, como a maioria das pessoas eu ia empurrando com a barriga aquele meu sonho de viajar, simplesmente porque eu já tava preso naquela rotina de trabalho e estudo. Eu saia de casa cedo, trabalhava o dia inteiro e ainda estudava a noite… então eu não tinha tempo e muito menos tinha dinheiro para viajar para Europa.

Eu me sentia mal com isso, mas no final o que realmente me frustrava era aquela sensação horrível de TEMPO PERDIDO, aquela sensação que o tempo estava passando rápido e eu ainda não tinha conseguido nem tirar do papel aquelas viagens que desde de pequeno eu sonhava.

Mas eu lembro que numa sexta-feira a noite, depois que minha irmã já estava morando em Portugal, já por volta de meia noite, meu telefone tocou.

Era minha irmã… um pouco afobada, até! Ela me ligou direto de Portugal dizendo que tinha tido um sonho. E que nesse sonho eu tinha ido encontrar com ela lá na Europa e que a gente estava fazendo uma viagem incrível por vários países, do jeito que eu sempre tinha imaginado!

Ela ainda falou que nesse sonho a gente estava tirando uma foto onde ela pulava nas minhas costas em frente ao Coliseu de Roma.

A gente se despediu, e eu lembro que essa noite eu praticamente não consegui dormir… pensando naquilo.

Mas essa foi a hora que eu acordei para o mundo!

Naquela noite uma coisa ficou muito clara pra mim: Era hora de eu tirar a minha viagem do papel… até porque esse sonho já não era mais só meu!

Então na manhã seguinte, eu comentei com a minha esposa sobre o telefonema e sobre os meus planos e o quanto eu gostaria que a gente fosse visitar minha irmã nas nossas ferias. Mas a verdade é que a gente não tinha dinheiro para uma viagem dessas, menos ainda para que nós dois viajássemos. Era um ou nada.

“Nesse dia eu comprei só uma passagem de ida e volta para Europa, parcelada em 10x.”

E depois de muita insistência dela eu resolvi comprar uma passagem. Nesse momento foi um misto de tristeza e alegria, o que eu mais queria era poder dividir esse momento com a minha esposa também. Mas realmente a gente não tinha condições de viajar juntos. Nesse dia eu comprei só uma passagem de ida e volta para Europa, parcelada em 10x.

Problemas, dificuldades e mais problemas…

Já no inicio me surgiu o primeiro problema! Eu não fazia ideia como eu poderia viajar, como montar um roteiro passando por vários países e fazer tudo isso com o pouco dinheiro que eu tinha me sobrado.

Foi quando eu tentei aprender tudo que eu encontrei de graça na internet sobre viagens, eu consumia basicamente tudo que passava na minha frente. Era revista, sites, blog… uma infinidade de coisas…

“E já no primeiro mês de planejamento eu me vi numa completa bagunça mental, uma overdose mesmo, de tanta informação.”

Só que aí eu tive um segundo problema… a quantidade de informação disponível era enorme e completamente desorganizada. E já no primeiro mês de planejamento eu me vi numa completa bagunça mental, uma overdose mesmo, de tanta informação.

Eu já estava cansando de pesquisar, eu procurava voos para ir de uma cidade para outra, buscava hotéis, mas eu não tinha nenhuma segurança naquilo que eu tava fazendo e o pior… A conta simplesmente não fechava! Cada vez ficava mais claro que eu não tinha o dinheiro necessário para essa viagem.

Só que eu não podia mais desistir… eu já tinha comprado a passagem… E eu já tinha prometido para minha irmã que eu ia encontrar com ela.

Mas aí veio a grande virada!

Até que um dia… eu lembro bem que eu já estava até deixando o planejamento de lado, sem saber como que fazer.

Foi quando eu conheci um viajante muito experiente que passava 4 meses por ano viajando pela Europa, de férias, sem trabalhar, e como ele dizia… tudo isso com um salário básico que ele juntava como professor de piano. Ele ficava em bons hotéis e ia a bons restaurantes… eu não conseguia entender como era possível. E foi com ele que eu aprendi a lição mais importante que eu já tive sobre viagens até hoje.

“Eu pensava que era só comprar uma passagem e viajar! Nem sabia que tinham estratégias para isso.”

Ele dizia que para economizar numa viagem sem abrir mão do conforto, eu precisava de planejamento e de uma coisa que eu nem sabia que existia: as estratégias de viagem.

Eu pensava que era só comprar uma passagem e viajar! Nem sabia que tinham estratégias para isso. Mas com ele eu aprendi como os preços no turismo funcionavam. Entendi porque dentro de um mesmo voo as pessoas pagavam valores bem diferente uma das outras… e por que num hotel meu vizinho de quarto poderia estar gastando menos da metade do que eu.

Depois do que eu aprendi com ele eu comecei a entender que as coisas poderiam ser bem diferentes pra mim… era como se alguém tivesse aberto meus olhos…

Então, me dediquei a fundo, decidido a aprender o que fosse necessário pra que eu pudesse fazer essa viagem…

Mas nesse caminho eu senti frustrações na pele, descobria cada vez mais coisas revoltantes sobre o mercado de turismo. Eu passei 7 meses estudando como o mercado fazia para ter mais lucro com turistas.

Nessa hora eu vi o quanto foi importante passar mais de 10 anos trabalhando com tecnologia. Todo esse conhecimento e essa facilidade que eu sempre tive com os computadores me ajudaram a entender alguns dos mais complexos sistemas de precificação.

Olha, posso te dizer que não foi nada fácil… digamos que esse tipo de informação não tá aí disponível para o público…

Um sonho realizado!

E depois desses 7 meses de planejamento e muito estudo e pesquisa. Eu consegui montar meu roteiro completo de 30 dias de viagem passando por 6 países diferente.

E eu embarquei para encontrar minha irmã. E nem preciso falar que foi uma viagem incrível! Eu finalmente estava realizando meu sonho, finalmente eu estava conhecendo as cidades que aquele garoto lá atrás com a imaginação fértil um dia sonhou e resolveu colocar numa listinha.

Eu ficava me perguntado se aquilo era real e se estava mesmo acontecendo comigo… ainda mais incrível é pensar que eu consegui viajar pagando muito mais barato que sequer eu poderia imaginar.

Durante essa viagem eu tive a possibilidade de testar na prática várias outras estratégias de viagem que eu já tinha aprendido…

A hora de aprender tudo!

Quando eu voltei para o Brasil eu fiquei maluco! Eu queria fazer isso novamente. E agora eu já sabia que era possível, mas dessa vez queria descobrir como viajar sempre e daqui pra frente eu ia conseguir levar minha esposa comigo.

Mas pra isso eu precisava ir mais a fundo, para economizar ainda mais nas viagens trazendo ainda mais conforto.

“melhor que viajar e ter experiências incríveis pelo mundo, é passar por tudo isso com as pessoas que eu mais amo!”

Então foi aí que eu resolvi dar um basta e comecei a me dedicar a fundo e fazer um pente fino em tudo que eu pudesse encontrar sobre viagens pra criar um método que realmente funcionasse e que fosse replicável para mim. Para usar sempre que eu quisesse!

Fiz cursos e assisti palestras de profissionais de outros países, investi centenas de horas em pesquisas e finalmente criei estratégias eficazes que pude usar várias vezes, para viagens por diversos países pelo mundo.

E é assim que hoje eu já conheci 32 países pelo mundo, viajando com a minha esposa e agora mais recentemente com a minha filhinha que acabou de nascer.

E essa é uma das coisas que eu considero mais importante… melhor que viajar e ter experiências incríveis pelo mundo, é passar por tudo isso com as pessoas que eu mais amo!

Ah e aquela foto… sim nós tiramos!

Abraços,

Daniel Ribeiro