O passeio de gôndola por Veneza é simples, caro e uma das grande experiências da Europa. Os gondoleiro se espalham por toda a cidade ansiosos pelo seu passeio.

E isso tudo vem lá de trás… Com a queda do império romano no séc. 5. O povo da região começou a ser atacado incansavelmente pelos povos bárbaros. Para fugir dos ataques eles resolveram fazer algo maluco: montar um cidade no meio da lagoa. E foi basicamente assim que a cidade começou. E por causa das condições do lugar, pouco barcos conseguiam navegar pelos canais. Um desses foi a gôndola, que alguns historiadores afirmam que foi criada lá no séc. 6 ou 7 (mas o primeiro documento citando a gôndola apareceu só no séc. 11). Veneza e as gôndolas evoluíram juntos, sendo um meio de transporte usado amplamente não só pelo povo, mas também para o transporte de mercadorias entre o continente e cidade.

Cada gôndola é feita de forma artesanal e especificamente balanceada para cada gondoleiro, elas não são exatamente simétricas nas laterais, um dos lados é sempre maior para compensar o peso do gondoleiro e forcola (local onde fica apoiado o remo e dizem, responsável por dezenas de movimentos diferente de manobra) que ficam só de um lado da embarcação.

Nos séculos 16 tinham mais de 10 mil gôndolas em Veneza e elas eram super decoradas, coloridas e cheias de detalhes em ouro. Até o governo acabar com a ostentação, decidindo que todas deveriam ser padronizadas e pintadas de preto.

As gôndolas são feitas nos Squeri. Alguns ainda podem ser vistos pela cidade, como o squero di San Trovaso ou o squero D.co Tramontin (que aparece nesse vídeo). E apesar de terem que ser discretas, as gôndolas ainda são personalizadas, principalmente no interior.

Alguns ainda afirmam que Veneza não seria Veneza se não fosse pelas gôndolas. Mas fato é: essa é uma embarcação única, numa cidade única. Por essas e muitas outras razões, eu vejo esse passeio como uma das grandes e mais clássicas experiências na Europa e entender esse passado ajuda muito a fazer valer essa experiência.

Os preços são tabelados, um pouco mais barato durante o dia (80 EUR) do que a noite (100 EUR), e por gôndola. Então quanto mais pessoas (no máximo 6) melhor, pois o preço por pessoa fica menor. É comum encontrar pessoas procurando outras para fechar um grupo de 6.

Suba na gôndola, escolha um bom lugar e relaxe, num passeio único pelos canais de Veneza.