fbpx

Os 6 Maiores Erros do Viajante

Os 6 Maiores Erros do Viajante

O mais legal de viajar é se deparar com novidades, é sair da sua zona de conforto e aprender a lidar com coisas diferentes do nosso cotidiano. E mesmo hoje, apesar de já ter feito diversas viagens pelo mundo, eu estou sempre aprendendo com meus erros e trabalhando para que outras pessoas não passem pelos mesmos problemas que eu passei. Nesse vídeo eu mostro alguns dos erros mais comuns que os viajantes cometem em suas viagens. Aprenda agora para não ter problemas depois!

Certa vez, eu estava viajando de Lucerne, na Suíça, pra Munique, na Alemanha. E eu lembro que iríamos fazer uma parada em Zurique simplesmente para trocar de trem e continuar o caminho.

Quem já fez esse tipo de parada e de troca de trem sabe que, normalmente, você compra dois bilhetes, do primeiro e do segundo percurso. E o tempo que a gente iria ficar na estação eram de 6 minutos, tempo suficiente para sair de um trem e embarcar em outro, principalmente por que a gente sabia que iria desembarcar na plataforma 05 e nosso próximo trem seria na plataforma 06. Tudo isso estava escrito no bilhete, então seria bem fácil e rápido.

Nosso trem chegou, então, a plataforma 05, e nós fomos a plataforma 06. Chegando lá não tinha trem nenhum, então nós resolvemos esperar um pouco. Faltando 02 minutos pro horário do trem partir, a gente vê o trem vindo lá de baixo, e pronto, problema resolvido. Mas quando o trem chegou mais perto, a gente conseguiu identificar que não era o nosso trem. Era outro trem, que ia pra outro lugar, e não tinha nada a ver com a gente.

“…não deixem de conferir o quadro de chegadas e partidas da estação. Ali é que está a informação certa sobre seu trem.”

Foi nesse episódio que eu aprendi uma das coisas mais importantes para quem anda de trem: não confie 100% nas informações do seu bilhete. No final das contas, por questão de segundos nós conseguimos pegar o trem para o lugar certo, mas foi por muito pouco.

Eu já fiz várias viagens para a Europa, e até hoje eu cometo erros, mas estou sempre aprendendo uma coisa nova. Agora eu sempre aviso as pessoas: não deixem de conferir o quadro de chegadas e partidas da estação. Ali é que está a informação certa sobre seu trem.

Então quero aproveitar para falar dos 06 principais erros que eu vejo a maioria dos viajantes cometendo por aí.

01. Gastar tempo para economizar dinheiro

- Anúncio -

Muitas pessoas focam em economizar dinheiro, mas esquecem que o tempo é tão valioso quanto. É melhor pagar para entrar no museu que ir no dia gratuito do mês, quando tem muito mais fila e é muito mais lotado.

Se você tiver viajando com duas ou três pessoas, pode ser que o táxi seja uma opção muito melhor para você. Ele vai te levar para o destino mais rápido, mesmo sendo um pouquinho mais caro. Se o tempo for dinheiro durante a viagem, isso é bem real.

02. Esperar nas filas das atrações

Você não consegue evitar multidão numa atração muito famosa, mas você consegue evitar uma fila de 2h para entrar nela. Hoje, a maioria das atrações vendem a entrada com bastante antecedência. E aí, enquanto a maioria dos turistas estão nessas filas intermináveis, você simplesmente passa na frente de todo mundo e mostra seu ticket.

03. Não estar alerta aos batedores de carteira e aos golpistas

Você não vai ter uma arma apontada para a sua cabeça para roubarem seu celular. Mas se você não tiver esperto, suas coisas vão sumir como num passe de mágica. Os batedores de carteira se consideram artistas, e, de certa forma, são. Você não precisa ficar paranoico, mas é preciso ter atenção, principalmente quando se tem uma grande aglomeração de pessoas, ou no transportes públicos.

Sem falar nos golpistas, que vão pedir seu documento no meio da rua e vão inventar alguma coisa pra te multar, e que você pague ali, na hora, em dinheiro. Sempre exija para ir na delegacia mais próxima, eles vão sumir rapidinho.

“Dá pra medir a experiência do viajante pela quantidade de bagagem que ele leva.”

04. Nunca sair da zona turística

Muitas pessoas acabam indo aos pontos mais cheios, nas cidades mais cheias, nos períodos mais cheios e depois voltam reclamando da quantidade de turistas. Ou então vão jantar nos restaurantes mais turísticos, nas ruas mais turísticas e ficam chateados com os altos preços e a baixa qualidade. Normalmente, se você andar algumas quadras das zonas mais turísticas você vai se surpreender com o que vai experimentar.

Em Roma, vai dar uma volta no Trastevere. Em Istambul, vai visitar a região de Taksim, do outro lado da ponte. Em Amsterdam, tem uma feira muito legal que acontece nos finais de semana no Haarlem, que é uma cidade que fica há 15 minutos da estação central de Amsterdam.

05. Levar muita coisa na bagagem

Tem uma frase que diz: “Dá pra medir a experiência do viajante pela quantidade de bagagem que ele leva.” Eu acho que é bem por aí. Muita gente insiste, mas logo descobre que muita coisa que levou pra viagem podia ter ficado em casa. A verdade é que não dá pra ter uma viagem com muita coisa de forma barata e feliz ao mesmo tempo. Escolha dois…

06. Deixar um problema atrapalhar toda a viagem

Muitas pessoas ficam indignadas quando um garçom não dá a devida atenção, sofrer algum golpe ou errar de alguma forma na viagem. Quando alguma coisa acontece o melhor é passar por cima e tocar a vida.

A grande maravilha de viajar não está necessariamente em acertar em tudo e, sim, se divertir no processo. Então, celebre as diferenças, comece rir dos erros e aprenda com eles.

6 Passos Definitivos para Planejar a Viagem dos seus Sonhos

Receba GRATUITAMENTE esse guia completo. Descubra os segredos de viagem mais bem guardados e transforme seus sonhos em realidade.

Você Também Vai Gostar:

Como Não Perder Eventos Importantes nas Viagens

Pesquisar sobre eventos que vão acontecer nas cidades que você vai visitar, é sempre uma coisa importante que melhora suas experiências. Porém, essa não é única forma de descobrir os eventos que estão acontecendo. Nesse vídeo eu explico uma forma fácil e rápida de descobrir vários eventos acontecendo na cidade e garantir que você não vai perder nada!

Como Economizar no Transporte Público

Entender como funciona o transporte público é uma parte essencial da viagem, principalmente nas grandes cidades da Europa. E como em quase tudo na viagem, também é possível economizar usando o trem, metrô ou ônibus pelas mais diversas cidades. Nesse vídeo eu ensino uma dica rápida, mas muito eficiente para economizar durante sua visita às mais importantes cidades da Europa.

Encontrando Promoções de Passagens Aéreas

É muito comum que a pessoas sentada no seu lado no avião tenha pago um valor bem diferente do seu por aquela passagem. Nesse vídeo dou duas dicas simples, mas eficientes para encontrar passagens aéreas mais baratas. Siga esses passos e você vai melhorar muito sua chance de pagar menos na sua viagem.

1 Comentário

  1. Dicas valiosíssimas. A da bagagem é a mais pura verdade, a cada viagem que faço consigo levar menos coisas…hoje consigo viajar para fora com uma única mochila nas costas pesando em média 10kg-14kg. Mas ainda há espaço para melhorar =)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Apesar de conhecer várias partes do mundo, a grande paixão do Daniel Ribeiro ainda é a Europa. Ele fundou o GoEuropa com a intenção de inspirar e ajudar mais pessoas a fazerem viagens incríveis, ensinando que gastar menos pode trazer as melhores e mais autênticas experiências no velho continente.

Rede Social

138,822FãsGostar
0SeguidoresSeguir
464SeguidoresSeguir
21,755InscritosInscrever

Mais Vistos

Montmartre: Boêmia e Artística

Já foi o Monte de Marte, em homenagem a um deus romano e Monte dos Mártires em homenagem a um santo cristão. Renoir, Utrillo, Picasso e outros grande artistas passaram por aqui. E inspirados por esse bairro boêmio, deixaram pra sempre suas marcas na história da arte. Montmartre era independente e oficialmente só passou a fazer parte da cidade de Paris em 1860. Veja nesse vídeo algumas das muitas atrações que fazem Montmartre ser um dos bairros mais clássicos e pitorescos de Paris.

A Puerta del Sol em Madri, Espanha

Madri já foi uma das cidades mais importantes do mundo, mas nem sempre foi a capital da Espanha. No século 16 o Rei Filipe II decide que a Espanha precisava de uma capital mais espaçosa, digna do império que tinha, então decide mudar a capital da pequena Toledo para Madri. Hoje a cidade tem cerca de 6 milhões de pessoas e um dos lugares onde mais se sente essa energia é na Puerta del Sol, o coração pulsante da capital. Lá os Madrilenhos exigem seus direitos, se preparam para um ano de mais prosperidade e se concentram para desfrutar muito do que essa cidade tem a oferecer.

Pompéia, a Cidade Romana Congelada no Tempo

Com raízes gregas e etruscas, Pompéia cresceu para se tornar uma importante cidade romana. Até que em 79 tudo mudou. Uma grande erupção do Vesúvio soterrou a cidade de cinzas vulcânicas. A cidade parou no tempo, os prédios públicos, as casas e os templos ficaram do mesmo jeito por quase 2 mil anos. Visitar as ruínas de Pompéia é ver bem de perto como era uma cidade nos tempos da Roma antiga, um passeio indispensável.

La Magnifique Tour Eiffel à Paris

A torre Eiffel foi construída para a Exposition Universelle de 1889 em Paris. Desde então ela encanta os mais diversos turistas. Ela já recebeu a visita de artistas como Edvard Munch, Paul Gauguin, Vincent van Gogh e inventores como Nikola Tesla e Thomas Edison. Edison ainda aproveitou a visita para apresentar de um de seus fonógrafos no apartamento privado do Eiffel que fica no topo. A torre sempre foi uma atração magnífica desde sua construção, e esse sucesso fez com que a torre não fosse desmontada 20 anos depois, conforme o planejamento inicial. Acompanhe esse passeio pelo símbolo máximo de Paris.

O Bairro Gótico e a Origem de Barcelona

Barcino, nome dado pelos romanos para Barcelona, já existia há dois mil anos. Com tanto tempo de existência, ainda é possível observar as camadas de história da cidade no seu bairro mais antigo, o Barro Gótico. Nesse vídeo vamos dar uma passeio por esse bairro histórico da capital catalã, observar justamente essas camadas de história e ter uma breve visão das origens de Barcelona.